O túmulo de Napoleão fica dentro nos Invalides

A partir de 16,00 € Saber mais

Para diversas pessoas que visitam os Invalides, o túmulo de Napoleão é o centro das atenções. Trata-se de um monumento central do Museu de l'Armée. Figura emblemática da história militar, o imperador Napoleão I ficou conhecido por ter conquistado uma parte da Europa, mas também por sua engenhosidade, que permitiu a criação de um império que ainda marca nossas vidas, graças à rica herança deixada. O túmulo de Napoleão fica dentro nos Invalides.

 

Daqui para frente podemos ter certeza: são mesmo os restos mortais do imperador Napoleão que estão depositados no túmulo do centro da cúpula dos Invalides. Foi graças ao mesmo Napoleão que a capela dos Invalides passou a receber, a partir de 1800, as sepulturas do grandes nomes da história militar francesa.

O túmulo de Napoleão Bonaparte pode ser identificado graças à cor vermelha, característica do quartzito vermelho do qual foi feito. Colocado sobre um bloco de granito verde da região dos Vosges, ele é ainda mais visível. Atraído, o visitante gira em torno do túmulo de Napoleão que continua a sobrepairar os convivas da Cúpula devido a seu tamanho monumental: 5 metros de altura e 4,5 metros de largura.  Quanto aos restos mortais do imperador, eles estão dentro de 4 caixões feitos de materiais nobres como o ébano, o chumbo, o acaju e o ferro branco. Trata-se de um verdadeiro sarcófago.

Localizar o túmulo de Napoleão Bonaparte

O túmulo de Napoleão fica dentro da igreja da Cúpula. Trata-se da parte do Museu de l'Armée dos Invalides que se encontra ao lado da  Place Vauban. A praça culmina a 101 metros, formando uma silhueta dourada no horizonte de Paris. Na capela, outras personalidades militares podem ser vistas. Dentre as quais podemos citar: Vauban, o qual a engenhosidade esculpiu o panorama francês das fortalezas impenetráveis ou o marechal Foch, que ficou conhecido durante a Primeira Guerra Mundial.

Napoleão descansa nos Invalides

 

O Napoleão Bonaparte estava exilado na ilha Saint-Hélène quando faleceu, em 5 de maio de 1821. Ao longo de décadas, surgiram diversas teorias sobre as circunstâncias de sua morte. Em 1840, o rei Luis Filipe organizou o repatriamento dos restos mortais do imperador Napoleão I para o território francês. O príncipe de Joinville, filho do rei, foi o encarregado da missão.  O acontecimento ficou conhecido na História como "O retorno das cinzas". O monumento, tal qual conhecemos hoje, só foi colocado no centro da Cúpula dos Invalides em 2 de abril de 1861. Na verdade, para que os caixões pudessem ser colocados dentro da igreja, foi preciso efetuar uma reforma, conduzida pelo arquiteto Louis Visconti.

Não perca, de forma alguma, a visita da igreja da Cúpula dos Invalides. O túmulo de Napoleão espera por você. Não se trata somente de encontrar o imperador dos franceses, mas também de admirar a arquitetura deste monumento imperdível quando se visita Paris.

.

Informações sobre a COVID-19: nossas excursões e atividades não são operadas de 1º de outubro a 25 de dezembro. Eles podem ser reservados online agora para datas posteriores. Clique AQUI para saber mais sobre as medidas de saúde implementadas e respostas às perguntas mais freqüentes.