Parque Monceau

O Parque Monceau é um jardim ornamental situado no 8° arrondissement de Paris. Ficava na cidade de Monceau, que foi anexada a Paris em 1860. O Duque de Chartres, mais tarde Duque de Orléans, comprou em 1769 um hectare na planície de Monceau para construir um pavilhão, "La folie de Chartres", e um vasto parque de doze hectares, um dos primeiros jardins de estilo anglo-chinês. O parque apresentava construções variadas: uma pirâmide egípcia, um minarete, um castelo gótico, um moinho holandês, ruínas falsas e rios. O parque foi reformado várias vezes ao longo dos séculos, certas construções foram demolidas e seu tamanho foi reduzido pela metade. Hoje, ainda se podem ver alguns vestígios do jardim original: uma rotunda de colunata; a Naumachie, colunata corintiana em torno de um lago artificial oval, ou ainda a Arcada Renascença, vestígio do Hôtel de Ville, incendiado em 1871 durante a Comuna de Paris. A ponte, as cascatas e as grutas foram projetadas pelo Barão Haussmann. O parque, que tem também numerosas esculturas de artistas e pintores, é um lugar cheio de vida com pássaros e, nos tanques, peixes dourados e carpas. É um dos parques mais floridos de Paris, com árvores centenárias por ele espalhadas, cercado de "hôtels particuliers" ou palacetes. Imortalizado em 1876 por Claude Monet em seu quadro Le Parc Monceau, era muito apreciado por Marcel Proust. A PARISCityVISION convida você a um dia inteiramente dedicado a Monet e suas obras com o Tour Monet: Giverny e Museu de Orsay, acesso prioritário.