Estações e segredos da linha 1 do metrô de Paris

Tours em Paris A partir de 59,00 € Saber mais

A linha 1 faz parte da rede inicial do metrô Paris, cujas obras tiveram início em 4 de outubro de 1898, e que foi colocada em serviço menos de dois anos depois, marcando a entrada de Paris no século XX. Conheça a linha 1, uma das linhas mais utilizadas do metropolitano parisiense, que permite a centenas de milhares de passageiros se deslocarem todos os dias: parisienses e franceses que vão ao trabalho, turistas de passagem entre outros.

As estações da linha 1

Nós o convidamos a descobrir o conjunto de estações da linha 1 do metrô, que atravessa Paris de oeste a leste, de La Défense ao Chateau de Vincennes.

  • La Défense (Grande Arche): estação acessível às pessoas de mobilidade reduzida. Conexão com o tramway (linha 2) e o RER (linha A)
  • Esplanade de la Défense: acessibilidade para pessoas com deficiências
  • Pont de Neuilly
  • Les Sablons
  • Porte Maillot (Palais des Congrès): conexão com o RER C
  • Argentine
  • Charles de Gaulle–Étoile: conexão com o metrô 2 e 6, e com o RER A
  • George VFranklin D. Roosevelt: conexão com a linha 9
  • Champs-Élysées–Clemenceau (Grand Palais): conexão com a linha 13
  • Concorde: conexão com a linha 8 e com a linha 12
  • Tuileries
  • Palais Royal–Musée du Louvre: conexão com o metrô 7
  • Louvre–Rivoli
  • Châtelet: conexão com a linha 4, 7, 11 e 14 e com o RER A, B, D
  • Hôtel de Ville: conexão com a linha 11
  • Saint-Paul
  • Le Marais
  • Bastille: conexão com o metrô 5 e a linha 8
  • Gare de Lyon: conexão com a linha 14, o RER A e D
  • Reuilly–Diderot: conexão com a linha 8
  • Nation: conexão com as linhas do metrô parisiense 2, 6, 9 e com o RER A
  • Porte de Vincennes: conexão com as linhas de tramway 3a e 3b
  • Saint–Mandé
  • Bérault
  • Château de Vincennes

A linha foi prolongada em diversas revitalizações, acompanhando o desenvolvimento da metrópole parisiense. Inicialmente prevista entre Porte Maillot e Porte de Vincennes, o trajeto foi ampliado de Porte de Vincennes a Château de Vincennes, em 1935, depois de Porte Maillot a Pont de Neuilly e, por fim, de Pont de Neuilly até La Défense.

Pontos turísticos na linha 1 do metrô

Diversos pontos turísticos e monumentos importantes são atendidos pela linha 1 do metrô de Paris. Veja uma seleção de locais imperdíveis a visitar ao tomar este trajeto de oeste a leste.

A estação La Défense permite que você chegue a La Défense, maior bairro empresarial de Paris. Esta é a ocasião de admirar uma arquitetura audaciosa, feita de ferro e concreto, e de descobrir o Arco de la Défense.

A estação Porte Maillot atende o Palais des Congrès, onde manifestações culturais e eventos profissionais são organizados ao longo do ano. É também uma das portas de entrada do Bois de Boulogne.

A linha 1 do metrô parisiense atende também o Arco do Triunfo e a Champs-Elysées. Para chegar ao Arco do Triunfo, desça na estação Charles de Gaulle–Étoile. Você também pode parar nas estações Georges V, Franklin D. Roosevelt ou Champs-Élysées–Clemenceau para percorrer a avenida des Champs-Élysées e visitar o Palais de la Découverte.

A Champs-Élysées–Clemenceau também atende o Grand Palais, local de exposição e eventos muito conhecido em Paris.

Você pode aproveitar toda a magia do Museu do Louvre ao descer nas estações Concorde, Tuileries ou Louvre–Rivoli, segundo a sua vontade: ao escolher as duas primeiras, você chegará pelos magníficos Jardin des Tuileries. Ao escolher a última, você chegará diretamente à entrada no museu mais bonito de Paris.

A linha 1 do metrô também o leva à prefeitura de Paris, estação Hôtel de Ville. Você pode facilmente ir a pé até a Île de la Cité, Notre-Dame de Paris ou à Conciergerie.
Gostaria de conhecer o pitoresco Marais, com suas casas antigas, lojas, restaurantes e vida noturna? A linha 1 o conduz também para lá: você deve descer em Saint-Paul.

O ponto final da linha 1 do metrô de Paris atende a um dos mais belos tesouros do patrimônio histórico francês, o Château de Vincennes. Com sua masmorra medieval e prédios que datam da época da Renascença, constitui um ponto turístico realmente imperdível. É também a estação ideal para explorar os caminhos e veredas do Bois de Vincennes, ou Bosque de Vincennes.

Instalações imperdíveis na linha 1

Várias estações da linha 1 são dotadas de elementos notáveis e podem ser destinos a visitar por si sós. 

Se você descer na estação Argentine, poderá descobrir uma exposição dedicada ao país epônimo.

Totalmente reformada em 2011, a estação Franklin D. Roosevelt apresenta uma decoração à base de gemmail e exibe telas táteis e luminárias de design.

A estação Champs-Élysées–Clemenceau destaca o Palais de la Découverte, um museu vizinho, com vitrines que mostram peças extraordinários.

Tuileries foi decorado na ocasião do centenário da linha 1 do metrô. Grandes painéis serigráficos exibem uma retrospectiva da epopeia do metropolitano em Paris.
Nossa preferida seja talvez a estação Louvre–Rivoli, uma das mais bonitas da linha 1. Ela foi organizada e pensada como a antecâmara do Museu do Louvre, ao qual atende, e os usuários podem descobrir esculturas e obras de artes expostas no local.

A estação Bastille tem afrescos originais que contam, em cinco pinturas, os momentos marcantes da Revolução Francesa, obras de Odile Jacquot e Liliane Belembert.
Quando utilizar a linha 1 durante uma estada em Paris, não o considere apenas um meio de transporte. Descubra mais que um metrô: um local de vida e de cultura espera por você!