Trajeto e estações da linha 7 do metrô de Paris

Tours em Paris A partir de 59,00 € Saber mais

A linha 7 do metrô parte de La Courneuve, no nordeste, na área urbana parisiense, depois se separa em dois ramos para atender Mairie d’Ivry, ao norte, e Villejuif–Louis Aragon. Ela passa pelo coração da capital e depois margeia o Sena por diversas estações.

Esta linha especialmente longa e depois de diversos prolongamentos, atende hoje a 38 estações numa extensão de 23 quilômetros. Conheça a linha 7, peça central da rede do metrô de Paris.

Cerca de 40 estações de metrô na linha 7

La Courneuve–8 Mai 1945
Fort d’Aubervilliers
Aubervilliers–Pantin–Quatre Chemins
Porte de la Villette
Corentin Cariou
Crimée
Riquet
Stalingrad: conexão com as linhas 2 e 5
Louis Blanc: conexão com a linha 7bis
Château-Landon
Gare de l’Est: conexão com as linhas 4 e 5 e com o RER E
Poissonnière
Cadet
Le Peletier
Chaussée d’Antin–La Fayette: conexão com a linha 9
Opéra: conexão com as linhas 3 e 9 e com o RER A
Pyramides: conexão com a linha 14
Palais Royal–Musée du Louvre: conexão com a linha 1
Pont Neuf
Châtelet: conexão com as linhas 1, 4, 11 e 14 e com os RER A, B e D
Pont Marie
Sully–Morland
Jussieu: conexão com a linha 10
Place Monge
Censier–Daubenton
Les Gobelins
Place d’Italie: conexão com as linhas 5 e 6
Tolbiac
Maison Blanche

Depois, a linha 7 se separa em dois ramos distintos:

O primeiro ramo:

Porte d’Italie: conexão com o T3a
Porte de Choisy
Porte d’Ivry: conexão com o T3a
Pierre et Marie Curie
Mairie d’Ivry

O segundo ramo:

Le Kremlin–Bicêtre
Villejuif–Léo Lagrange
Villejuif–Paul Vaillant–Couturier
Villejuif–Louis Aragon: conexão com a linha T7

Monumentos e pontos turísticos atendidos pela linha 7

A parada Porte de la Villette permitirá que você chegue à Cité des Sciences et de l'Industrie, situada no bairro Pont-de-Flandre.

Um pouco mais ao norte, a parada Riquet está a poucos minutos a pé da Bassin de la Villette. Desça aqui e divirta-se à beira dos rios da bacia e nos bares, restaurantes e dois cinemas imensos.

Em conexão com os Intercités e os TER, a Gare de l’Est é um excelente meio para você chegar à área urbana parisiense.

Continuando sua jornada para o norte da cidade, a linha 7 do metrô de Paris atende o bairro dos grandes magazines. Situada no cruzamento do Boulevard Haussmann e da rua la Fayette, a parada Chaussée d’Antin–Lafayette permite que você chegue facilmente ao célebre Boulevard Haussmann e aproveite a oportunidade para fazer compras.

Mais ao norte, a estação Opéra atende a fabulosa Opéra Garnier.

Se você deseja ir ao Museu do Louvre, duas possibilidades estão disponíveis: descer na estação Palais Royal–Musée du Louvre ou na estação Louvre Rivoli. A primeira está situada na rua Saint Honoré, no nível da Comédie Française, e permite chegar ao museu pelo carrossel. A segunda está situada na rua de Rivoli e você entrará pelo Cour Carrée do palácio.

Margeando o Sena, a linha 7 atende a estação Pont Neuf. Esta parada permite que você chegue à Île de la Cité ao utilizar a Pont Neuf que, ao contrário do que podemos pensar, é a ponte mais antiga da capital.

Sempre pela margem direita, você pode chegar ao centro comercial Châtelet-les-Halles, que recentemente foi completamente renovado, ao parar na estação Châtelet.
Quando estiver na margem esquerda, a parada Jussieu permite que você chegue ao Jardin des Plantes, ou Jardim das Plantas de Paris, ou ao Museu Nacional de História Natural (França) ou ao zoológico do Jardin des Plantes. Um lugar imperdível para as crianças!

A linha 7 é uma das mais longas da rede de Paris. Entre as estações que atende, alguns exibem uma decoração particular

Estações notáveis na linha 7

A estação La Courneuve–8 mai 1945 é decorada com pássaros negros sobre um fundo branco e um nascer e pôr do sol de um lado e do outro da estação.
Na parada Cadet, as plataformas da estação são decoradas com cores da bandeira americana. Uma representação de um cavaleiro comemora a guerra da independência dos Estados Unidos.

Ao parar na estação Chaussée d’Antin Lafayette, você pode admirar um afresco de 470m2 na abóbada da estação, feito por Hilton Mac Connico. Esta obra foi instalada na ocasião do bicentenário da Revolução Francesa. É uma representação do marques de Lafayette mostrando o novo mundo, representado pelas feições de uma criança. A Liberdade é representada sob a forma de uma mulher, observando o tratado de cooperação entre Lafayette e Washington.

O acesso a estação Palais Royal é decorado com uma obra de Jean-Michel Othoniel desde o ano 2000, intitulada Le kiosque des noctambules, ou O quiosque das corujas noturnas. Esta obra de arte é formada por um conjunto de esferas de alumínio e de pérolas de vidro de Murano, que formam duas cúpulas.

A estação Pont Neuf é uma evocação a Monnaie de Paris, situada na margem esquerda do Sena. Reprodução de diferentes peças de moeda de grande tamanho tem espaço nas paredes da estação. Nas plataformas, as vitrines expõem peças de moedas reais.

Por fim, a estação Villejuif–Léo Lagrange é decorada com o tema esportivo. É por esta razão que histórias e façanhas dos maiores atletas mundiais são expostas ao longo das plataformas.