Estações e atendimento da linha 9 do metrô parisiense

A linha 9 do metrô parisiense atravessa a cidade de oeste a leste, atendendo exclusivamente a margem direita do Sena. Ela parte de Pont de Sèvres, ao sudeste, na zona 2 da rede, para chegar à Mairie de Montreuil, a nordeste de Paris.

Com 20 quilômetros de extensão e atendendo a 37 estações, faz parte das linhas mais longas da rede do metrô parisiense e, ainda, é uma das mais populares.

Lista completa das estações da linha 9

Conheça as muitas estações que compõem o trajeto abrangente da linha 9 do metrô de Paris, com as diferentes conexões.

Pont de Sèvres
Billancourt
Marcel Semblat
Porte de Saint-Cloud
Exelmans
Michel-Ange–Molitor: conexão com a linha 10
Michel-Ange Auteil: conexão com a linha 10
Jasmin
Ranelagh
La Muette: conexão com o RER C
Rue de la Pompe
Trocadéro: conexão com a linha 6
Iéna
Alma–Marceau: conexão com o RER C
Franklin D. Roosevelt: conexão com a linha 1
Saint-Philippe du Roule
Miromesnil: conexão com a linha 13
Saint-Augustin: conexão com a linha 14
Havre–Caumartin: conexão com a linha 3, com o RER A e E
Chaussée d’Antin–La Fayette: conexão com a linha 7
Richelieu–Drouot: conexão com a linha 8
Grands Boulevards
Bonne-Nouvelle
Strasbourg–Saint-Denis: conexão com as linhas 4 e 8
République: conexão com as linhas 3, 5, 8 e 11
Oberkampf: conexão com a linha 5
Saint-Ambroise
Voltaire
Charonne
Rue des Boulets
Nation: conexão com as linhas 1, 2 e 6 e com o RER A
Buzenval
Maraîchers
Porte de Montreuil
Robespierre
Croix de Chavaux
Mairie de Montreuil 

Visite Paris utilizando a linha 9 do metrô

A estação Porte Saint Cloud está situada em frente ao imenso Parc des Princes e do estádio Jean Bouin. Este é o meio de acesso mais fácil e mais rápido, principalmente nas noites de manifestações e jogos do PSG.

Renovada, a sublime piscina Molitor está acessível ao descer na estação Michel-Ange Molitor.

A estação seguinte, Michel-Ange–Auteuil, permite que você chegue ao Bois de Boulogne. Considerando a imensidade do parque e segundo o lugar para onde quer ir, você poderá pegar uma conexão.

Isso permitirá que você chegue mais rapidamente à extremidade norte do parque.

Continuando ao longo das margens do Sena, a linha 9 do metrô de Paris atende a estação Trocadéro. Se desejar ir à Torre Eiffel, é a parada ideal para aproveitar uma vista impressionante. Depois de sair do metrô, atravesse os Jardins do Trocadéro, depois o Sena para chegar à torre de ferro.

Seguindo seu caminho ao longo do Sena, a parada Alma–Marceau se situa a poucos metrôs do Palais de Tokyo. Desça nesta estação para chegar através das principais avenidas e percorrer a Champs-Élysées e o Arco do Triunfo. É uma solução excelente para passear na capital. Se, no entanto, quiser chegar mais rapidamente, pare na estação Franklin D. Roosevelt situada na Champs-Élysées, na esquina do Jardin de la Nouvelle France. É também nesta parada do metrô que será preciso descer para visitar o Grand e o Petit Palais.

Continuando para o sul da cidade, a linha 9 acompanha o Boulevard Haussmann e a atende por meio de cinco estações: Saint-Augustin, Havre–Caumartin, Chaussée d’Antin–La Fayette, Richelieu–Drouot e, por fim, Grands Boulevards. Com dois quilômetros e meio, a linha 9 permite que você chegue mais rapidamente à seção do boulevard à qual deseja ir.

A linha continua para o norte da área urbana parisiense. O ponto final, Mairie de Montreuil, está localizado ao nível do centro comercial Grand Angle.

Estações notáveis da linha 9

A estação Bonne Nouvelle é, desde o centenário do cinema, uma autêntica homenagem ao cinema. Aqui você encontrará informações de modo semelhante a um museu, mas sobre cinema. O letreiro "Bonne Nouvelle" lembra o célebre sinal de Hollywood, em Los Angeles.

A abóbada da estação Chaussée d'Antin–La Fayette é decorada por um imenso afresco de 470m2 representando La Fayette e Washington, assinando o tratado de cooperação. Encontramos aqui o Novo Mundo representando por uma criança, e a Liberdade sob as feições de uma mulher.

Ao descer na estação Richelieu Drouot, você terá a oportunidade de admirar o monumento aos mortos da Compagnie du Chemin de Fer Métropolitain. Homenagens aos desaparecidos durante a Primeira Guerra Mundial. Este monumento foi realizado por Carlo Sarrabezolles em mármore preto. Inaugurado em 1931, uma inscrição "Libertação" foi incluída depois da Segunda Guerra Mundial, para lembrar a participação dos agentes da Resistência.

.

Informações sobre a COVID-19: nossas excursões e atividades não são operadas de 1º de outubro a 25 de dezembro. Eles podem ser reservados online agora para datas posteriores. Clique AQUI para saber mais sobre as medidas de saúde implementadas e respostas às perguntas mais freqüentes.