Museu Guimet: no centro da cultura asiática

Visitas aos museus de Paris A partir de 175,00 € Saber mais

Construído graças à iniciativa de Emile Guimet, o museu Guimet ou Museu Nacional de Artes Asiáticas nasceu do desejo em criar um museu das religiões do Egito, da antiguidade clássica e dos países da Ásia. Localizado no 16° arrondissement de Paris, praça Iéna, o monumento foi inteiramente reformado em 1997, de tal modo a representar um grande centro europeu do conhecimento das civilizações asiáticas.

Historico do Museu Guimet

Emile Guimet conseguiu reunir importantes coleções para seu museu durante as inúmeras viagens que fez para o Egito, Grécia, Japão, China e Índia. A coleção foi apresentada em Lyon a partir de 1879. Pouco a pouco as coleções do museu passaram a dar ênfase à Ásia, mesmo se o museu conserva uma sessão sobre as religiões do Egito antigo. A importância dada às religiões da antiguidade foi reduzida, para privilegiar as coleções de objetos coreanos de Charles Varat ou as coleções de arte tibetana de Jacques Bacot.

A partir de 1927, o museu Guimet passou a ser regido pela Direction des Musées de France e as coleções cresceram graças à contribuição de Paul Pelliot ou de Edouard Chavannes. As obras originais do museu Indochinês do Trocadéro e da Délégation Archéologique Française [Delegação Arqueológica Francesa] Ar no Afeganistão continuarão alimentar as coleções.

Em 1945, o museu Guimet enviou suas coleções de obras do Egito antigo ao Louvre e recebeu todas as obras do departamento de artes asiáticas do Louvre. Ele se tornou, assim, um dos primeiros museus de artes asiáticas do mundo.

O grande programa de reforma instaurando a partir de 1996 permitiu à instituição fundada por Emile Guimet integrar os progressos da museologia em termos de apresentação e conservação das obras. O museu oferece, hoje, um belo espaço de 5.500 m2 de galerias iluminadas naturalmente. A visita ocorre em um espaço calmo e aberto, para apreciar plenamente a relação as diferenças entre os diversos estilos asiáticos e não somente de uma época a outra, mas também de um país a outro.

Visitar o Museu Nacional de Artes Asiaticas

Esculturas, vasos, miniaturas de edifícios antigos, tecidos... A seleção do instituto é rica tanto por causa da natureza das obras quanto pela diversidade dos estilos tradicionais.

A visita ao museu Guimet é um clássico incontornável de Paris. Trata-se, sem dúvidas, de um dos locais culturais mais bonitos e desconcertantes da capital.

Os apaixonados por arte oriental (chinesa, japonesa, coreana, do Camboja, indiana, budista e muito mais) ficarão seduzidos pela beleza e tamanho das coleções. Exposições temporárias completam ocasionalmente as exposições permanentes, como é o caso da exposição Daimyo - Senhores da guerra no Japão. Tais exposições permitem aos adeptos das culturas asiáticas fazerem sempre novas descobertas e retornarem para apreciar a visita ao museu Guimet sem cansar.

Deixe-se transportar aos antípodos da Europa durante uma visita de duas a três horas. No Museu Nacional das Artes Asiáticas você se sentirá suspenso entre dois mundos.