As estações e trajeto da linha 3 do metrô de Paris

Terceira linha histórica da rede do metrô de Paris, atravessa o norte da cidade, de oeste a leste, principalmente pelos bairros dos grandes magazines, da ópera e atende o bairro empresarial de Levallois e Bourse, na zona 2 da rede. O trajeto foi prolongado várias vezes para chegar à Gallieni e à estação rodoviária internacional. Foi depois desta transformação que a estação Porte de Lilas foi utilizada separadamente da linha 3 pela linha 3 bis.

Lista das estações da linha 3 

Veja aqui uma lista completa das 25 estações que compõem o trajeto da terceira linha do metrô parisiense:

Pont de Levallois Bécon
Anatole France
Louise Michel
Porte de Champerret
Pereire: conexão com o RER C
Wagram
Malesherbes
Villiers: conexão com a linha 2
Europe
Saint-Lazare: conexão com as linhas de metrô 12, 13 e 14 e com o RER E. Nesta parada está situado
Havre–Caumartin: conexão com a linha 9 e com o RER A.
Opéra: conexão com as linhas 7 e 8 e com o RER A. É nesta estação que está a conexão para chegar ao aeroporto de Roissy.
Quatre-Septembre
Bourse
Sentier
Réaumur–Sébastopol: conexão com a linha 4.
Arts et Métiers: conexão com a linha 11
Temple
République: conexão com as linhas 5, 8, 9 e 11
Parmentier
Rue Saint-Maur
Père-Lachaise: conexão com a linha 2
Gambetta: conexão com a linha 3
Porte de Bagnolet
Gallieni 

Locais e monumentos ao longo da linha 3

Com 25 estações, a linha 3 o leva a diferentes locais emblemáticos de Paris.

Pela estação Saint-Lazare você chegará à estação do mesmo nome, que é atendida pelos trens intermunicipais e transiliens. Você poderá, assim, se deslocar facilmente na região parisiense e explorar as cidades do subúrbio.

Situada entre a rua Caumartin e o Boulevard Haussmann, a estação Havre Caumartin permitirá que você chegue aos grandes magazines do Boulevard Haussmann. Situada em frente à saída está a enorme loja Galeries Lafayette e a também sublime Printemps e suas vitrines animadas. Uma atração à parte!

A estação Ópera permitirá, conforme o nome indica, chegar à Ópera Garnier. Este edifício, classificado como monumento histórico desde 1923, abriga uma ópera magnífica de 1900 lugares.

Enquanto isso, a parada Quatre Septembre permitirá que você vá a pé até o Museu do Louvre, situado a 15 minutos de distância.

A linha 3 do metrô de Paris, que passa pelo bairro dos grandes magazines, também atende a estação Arts et Métiers, para que você chegue ao museu do mesmo nome, situado bem em frente ao metrô.

O Marais é outro bairro admirado da capital, que você pode facilmente percorrer a pé ao parar na estação Temple ou République. As duas estações seguintes Rue Saint-Maur e Gambetta estão situadas ao lado do Cemitério do Père-Lachaise, permitindo que você ali chegue com facilidade.

Por fim, Gallieni, o fim da linha 3, que atende a estação rodoviária internacional, explorada pelas empresas de ônibus que permitem que você viaje para o exterior.

As estações imperdíveis da linha 3

A primeira estação imperdível da linha só poderia ser a Saint-Lazare. Ali você verá o mosaico intitulado "Via Láctea" feito por Geneviève Cadieux. Esta representação de lábios está, desde 2011, no corredor de conexão ligando a linha 14 à linha 9. Ainda em Saint-Lazare, está a rotunda localizada na Place du Havre. Feita por Lucien Bechmann, ela merece uma visita por suas arcadas e pilares decorados em mosaico azul e branco.

A estação Arts et Métiers proporciona a você uma curta viagem em um submarino. Revestida de placas de bronze rebitado, obra feita por Benoît Peeters e François Schuiten. Este revestimento foi instalado na ocasião das cerimônias do bicentenário do Conservatoire National des Arts et Métiers, ou Conservatório Nacional de Artes e Ofícios. Ele faz o viajante adentrar um universo paralelo que lembra o interior de um submersível ou de um escafandro imenso. Portinholas estão instaladas, apresentando as coleções do Musée des Arts et Métiers, ou Museu de Artes e Ofícios, situado ao lado. A atmosfera evoca os romances de Júlio Verne.

Por fim, a estação Parmentier é uma homenagem a Antoine Parmentier, agrônomo e nutricionista francês conhecido por ter promovido o consumo de batatas. É por isso que encontramos uma estátua com sua figura e um friso sobre a história da batata e sua utilização por Parmentier.

.

Informações sobre a COVID-19: nossas excursões e atividades não são operadas de 1º de outubro a 25 de dezembro. Eles podem ser reservados online agora para datas posteriores. Clique AQUI para saber mais sobre as medidas de saúde implementadas e respostas às perguntas mais freqüentes.