Museu d'Orsay: obras de arte e pinturas imperdíveis

Tours no Museu de Orsay A partir de 34,00 € Saber mais

Você deseja ir a Paris em breve e quer aproveitar de sua estadia para visitar o Museu d'Orasy? Descubra o Museu d'Orsay e as obras de arte imperdíveis de um estabelecimento de abriga a maior coleção de pinturas associadas à corrente Impressionista e Pós-Impressionista. Escolhemos, para você, algumas das maiores obras-primas do Museu, listadas por artista. Decidimos apresentar-lhe três artistas, e três obras de cada um, para que você descubra o museu graças a nove pinturas imperdíveis.

Obras de arte de Gustave Coubert expostas no Museu d'Orsay

Principal artista do Realismo, Gustave Coubert pintou diversos quadros, dentre os quais estão algumas das obras mais famosas e reproduzidas do mundo. A coleção de obras de arte do Museu d'Orsay tem a sorte de abrigar algumas de suas grandes telas.

A Origem do Mundo

Sem dúvidas A Origem do Mundo é um dos quadros mais conhecidos do mestre. Este quadro, representado um nu focalizado no sexo e no ventre de uma mulher, chocou profundamente a sociedade do século 19. Foi preciso que o século 20 chegasse para que ele fosse exposto e apresentado ao grande público.

Uma obra de arte magistral que aguarda por você no Museu d'Orsay: ela registra uma reflexão e uma abordagem iconoclasta extremamente fortes.

Ateliê do pintor

O ateliê do pintor - Este imponente óleo sobre tela, com quase 6 metros, representa o próprio artista pintando um modelo nu em seu ateliê. Por trás de uma cena aparentemente banal, se esconde um símbolo forte que lembra o Último Julgamento: o artista está no centro do quadro, pintando a sociedade inteira, tanto a alta sociedade quanto a baixa, expondo grandeza e miséria.

Enterro em Ornans

Enterro em Ornans - Feita entre 1849 e 1850, este quadro monumental quebra as regras em uso da Pintura Histórica para pintar algo que não é um acontecimento histórico, bíblico ou mitológico, mas sim uma cena da vida cotidiana.  Ao redor do túmulo estão os personagens com destinos e ocupações diversas, os quais Coubert reuniu em um acontecimento banal e, portanto, repleto de emoções: a morte de um ser humano.

Telas e obras de Claude Monet

Mesmo se o artista tem um museu destinado a suas obras, em Giverny — onde é possível visitar a casa de Monet e seu ateliê — o Museu d'Orsay também abriga algumas de suas telas mais bonitas. 

La Rue Montorgueil (Rua Montorgueil)

Este quadro festivo, pintado durante a Festa Nacional, foi doado por Claude Monet para encerrar a Exposição Universal. O quadro, fortuito, foi inspirado nos movimentos das bandeiras balançando ao vento.  Trata-se de uma obra desconhecida de Monet, que seduz graças à composição e às cores vivas.

Le Pont d'Argentueil (A Ponte de Argentueil)

Mais do que a ponte, onde um navio figura em primeiro plano, é o trabalho de luz e sombra das ondas — animando a porção d'água — que fascinam o espectador. Pintada em 1874, esta tela mostra a virtuosidade do mestre do Impressionismo.

La Gare Saint-Lazare (Estação Saint-Lazare)

No século 19, a ferrovia incarnava uma certa ideia de liberdade e de progresso técnico. Graças ao trem, ficou mais fácil se locomover e viajar. Graças a ele os pintores deixam seus ateliês para pintar novos conteúdos e paisagens in loco.  Claude Monet não pintou uma tela sobre  a Gare Saint-Lazare, mas doze.

Auguste Renoir

Ao atravessar as portas do Museu d'Orsay, você poderá descobrir algumas as obras de arte imperdíveis do grande Auguste Renoir: um dos grandes nomes do Impressionismo.

Les Baigneuses (As Banhistas)

Les Baigneuses de Auguste Renoir - Pintada logo após o início da Primeira Guerra Mundial, esta tela faz parte de uma série de quadros que retratam o tema predileto de Renoir: os nus ao ar livre. Ele tira sua inspiração das obras de artistas como Rubens e Ticiano.

Le Bal du moulin de la galette (Baile no Moinho da Galette)

O Bal du Moulin da Galette - Graças a seus pincéis, Renoir quis apreender uma cena da vida cotidiana. Pintada em 1876, esta tela representa uma tarde de descanso em Montmartre, no Moinho da Galette.

Além do trabalho de luz e sombra, esta obra é admirável devido aos personagens que nela aparecem: o escritor Georges Rivière, os pintores Norbert Gœneutte e Franc-Lamy.

Jeunes filles au piano (Meninas no piano)

Meninas no piano, quadro emblemático do período nacarado do artista, com certeza faz parte de uma das obras mais bonitas expostas no Museu d'Orsay. Esta tela contribuiu com o reconhecimento e notoriedade de Auguste Renoir.

Inúmeras outras obras que podem ser descobertas no Museu d'Orsay

Estes noves quadros não podem, sozinhos, resumir toda a riqueza das coleções deste prestigioso estabelecimento que é uma verdadeira instituição na vida cultural francesa e europeia. Ao visitar a antiga estação ferroviária de Orsay, você poderá admirar as obras de arte de artistas renomados como Paul Cézanne, Vincent Van Gogh, Paul Gaugin ou Edouard Manet. Esses são somente alguns dos nomes, dentre tantos outros gênios da pintura, cujas obras de artes estão presentes no Museu d'Orsay! 

Tenha tempo de despender várias horas a sua visita: você ficará encantado(a) com diversos quadros. Dentre as inúmeras telas, descubra Arearea de Gauguin, o quarto de Van Gogh ou L'Absinthe (O Absinto) de Edgar Degas... São tantas obras de artes, tantas perspectivas da pintura e do universo que se encontram com o passar dos anos e das estações. Você poderá admirar, igualmente, esculturas excepcionais, como La Porte de l'Enfer (A Porta do Inferno) d'Auguste Rodin

.

Informações sobre a COVID-19: nossas excursões e atividades não são operadas de 1º de outubro a 25 de dezembro. Eles podem ser reservados online agora para datas posteriores. Clique AQUI para saber mais sobre as medidas de saúde implementadas e respostas às perguntas mais freqüentes.