Visitas aos museus de Paris A partir de 175,00 € Saber mais

Situado no topo da Montanha Sainte-Geneviève, colina de Paris no 5e arrondissement, o Panteão foi inicialmente a Igreja de Sainte-Geneviève, construída por Luís XV para abrigar o relicário de Santa Genoveva, padroeira da Cidade de Paris. Esta basílica de estilo neoclássico tornou-se o Panthéon de Paris na revolução, a fim de celebrar os grandes homens da nação. Com esta obra-prima de 83 metros de altura em forma de cruz grega, o arquiteto Soufflot queria rivalizar com a Basílica de São Pedro em Roma e a Catedral de Saint-Paul em Londres. Ele inspirou-se na arquitetura clássica, sobretudo no Panteão de Agripa em Roma, com a sua cúpola, as suas 32 colunas e o seu frontão triangular ornado de esculturas. Desde a Revolução, a França presta homenagem aos grandes personagens que marcaram a sua história. No frontão, está gravado em letras douradas: "Aux Grands Hommes, la Patrie Reconnaissante" (Aos grandes Homens, A Pátria Reconhecida). Entre os 71 franceses ilustres inumados na cripta, encontram-se escritores, cientistas, políticos, membros da Resistência... como por exemplo: Voltaire, Jean-Jacques Rousseau, Victor Hugo, Pierre e Marie Curie, Émile Zola, Jean Moulin e André Malraux. Ao centro da nave, encontra-se suspenso o célebre pêndulo de Foucault. A basílica fica no coração do Quartier Latin, não longe da Catedral de Notre-Dame. O belo e largo eixo da Rue Soufflot desce até o Jardim de Luxemburgo. A bordo dos ônibus da Pariscityvision.com você verá o Panthéon durante os tours Paris Journée ou Paris Histórica.

Para mais informações sobre as interrupções de transporte a partir do dia 5 de dezembro, convidamo-lo a ler a seguinte página a seguinte página