Trajeto e estações da linha 5 do metrô de Paris

Tours em Paris A partir de 59,00 € Saber mais

Com saída em Bobigny, ao norte da capital na área urbana parisiense, esta linha emblemática do metrô parisiense se liga à Place d’Italie, passando pela Gare d’Austerlitz, de l’Est e du Nord.

Ao contrário da linha 4, atravessa o Sena pelo viaduto metálico de d’Austerlitz, realizado pela empresa Eiffel. Em 1985, o trajeto foi prolongado até Bobigny para atender o subúrbio e facilitar os deslocamentos de metrô na Paris intramuros.

Hoje, e depois de alguns prolongamentos, a linha 5 tem cerca de 15 quilômetros para um total de 23 estações atendidas.

Lista completa das estações da linha 5

Reformado várias vezes, o trajeto da linha 5 do metrô de Paris tem mais de 23 estações e é muito bem conectado à rede de transporte público parisienses com diversas conexões com o RER, o metrô e o tramway.

Bobigny–Pablo Picasso: conexão com o T1
Bobigny Pantin–Raymond Queneau
Eglise de Pantin Hoche
Porte de Pantin
Ourcq
Laumière
Jaurès: conexão com as linhas 2 e 7bis
Stalingrad: conexão com as linhas 2 e 7
Gare du Nord: conexão com a linha 4, os RER B, D e E e com o serviço de transporte para o aeroporto Charles de Gaulle.
Gare de l’Est: conexão com as linhas 4 e 7Jacques Bonsergent
République: conexão com a linha 3, 8, 9 ou 11
Oberkampf: conexão com o metrô 9
Richard-Lenoir
Bréguet–Lenoir
Bréguet–Sabin
Bastille: conexão com o metrô 1 e 8
Quai de la Râpée
Gare d’Austerlitz: conexão com a linha 10 e o RER C
Saint-Marcel
Campo-Formio
Place d’Italie: conexão com os trajetos 6 e 7 

Monumentos acessíveis graças à linha 5

A estação Porte de Pantin permite que você chegue ao Parc de la Villette, extensão enorme de área verdade, que proporciona uma escapadela do frenesi urbano da cidade. Com frequência, o Halle de la Villette recebe eventos.

Um pouco mais distante, a estação Ourcq dá acesso ao canal do mesmo nome. No verão, são organizadas atividades para toda a família. Também é possível percorrer o canal a pé, de bicicleta ou ainda de barco, para chegar ao Parc de la Bergère ou à Bassin de la Villette.

A parada Laumière atende ao Parc des Buttes Chaumont. Um lugar ideal para a organização de um piquenique ou de um passeio no domingo à tarde.

Você pode aproveitar a calma e o ambiente acolhedor de Bassin de la Villete ao parar na estação Jaurès.

A estação Jacques Bonsergent atende ao mercado coberto Saint-Martin, um lugar badalado da gastronomia no interior de um edifício estilo Baltard.

Por fim, a parada République leva você à histórica Place de la République e sua célebre estátua de bronze representando Marianne.

A linha 5 do metrô parisiense também o leva à sala de espetáculos Bataclan, ou ao Cirque d'Hiver, onde são recepcionadas grandes companhias de circo e artistas. Para chegar lá, é preciso descer na estação Oberkampf.

Um pouco mais ao norte, a Place de la Bastille é atendida pela linha 5 via estação do mesmo nome. A poucos metros dali, você pode chegar à suntuosa Place des Vosges. Conhecida por ter sido projetada em plano quadrado e a residência de várias personalidades do mundo do entretenimento ou da política, ela faz parte dos pontos essenciais para aqueles que querem mergulhar em toda a elegância da capital. Por fim, algumas estações antes do fim da linha, a parada Gare d'Austerliz, permite que você chegue facilmente ao Jardin des Plantes.

Estações de metrô imperdíveis na linha 5

Entre as estações atendidas pela linha 5, algumas abrigam elementos magníficos de decoração.

A estação Ourq, por exemplo, expõe uma escultura feita por Thierry Grave. Esta obra, feita em tília, representa a articulação de um animal fabuloso.

Ao tomar a linha 5 do metrô até Jaurès, você terá acesso à parte aérea do metrô. Esta estação é feita de uma estrutura metálica que lembra o estilo de Gustave Eiffel.

Por fim, a estação Bastille retrata diferentes etapas da tomada da Bastilha sob a forma de mosaico. Ela também tem as fundações das paredes da antiga prisão da Bastilha. Esses vestígios foram descobertos no momento da construção da linha, em 1905. Para recordar a história do lugar lendário da Bastilha, imagens da antiga fortaleza da prisão são expostas na mesma estação Bastille.

A linha 5 do metrô o leva então de um canto a outro da cidade, passando por diversos parques, verdadeiros pulmões verdes no coração da cidade, e a alguns locais históricos. Menos popular que as linhas 1 e 4, por exemplo, pode ser uma boa alternativa para chegar mais tranquilamente aos pontos turísticos que atende.