Saiba tudo sobre a Torre Eiffel

Construída no mesmo eixo do Champs de Mars em Paris, a Torre Eiffel possui uma arquitetura original, baseada em 4 pilares metálicos arcobotantes que culminam em uma espécie de poste. Inicialmente vista como um desafio técnico e arquitetural, ela logo se tornou o emblema de Paris e o sinônimo de inovação e proeza. Hoje, sua silhueta é conhecida no mundo inteiro e faz parte do imaginário coletivo como símbolo de grandeza, inspirando artistas, estetas e sonhadores.

Saiba duto sobre a Torre Eiffel

Do nascimento à maturidade

O projeto da Torre Eiffel nasceu graças à equipe do empreendedor Gustave Eiffel, que respondeu ao concurso publicado pelo Jornal Oficial em preparação à Exposição Universal de 1889. Escolhido dentre uma centena de projetos, a utopia de 300 metros de altura ganhou forma em 2 anos, 2 meses e 5 dias de obras. Inaugurada no dia 31 de março de 1889, ela atraiu 2 milhões de visitantes durante a Exposição Universal e terminou, apesar das polêmicas que emergiram durante sua construção, por conquistar o coração dos parisienses. Na verdade, ela estava destinada a permanecer no local somente por 20 anos, mas se instalou e não desapareceu mais do panorama parisiense, principalmente graças a seu uso como antena de rádio.

2 hora(s)
A partir de 69,00 €
2 hora(s)
A partir de 43,00 €

Frequentação da Torre Eiffel

A Torre Eiffel foi tombada como monumento histórico em 1964 e faz parte do Patrimônio Mundial da Unesco desde 1991. Ela atrai cerca de 7 milhões de visitantes por ano, os quais 75% são estrangeiros. Por isso acabou se firmando como símbolo incontestável da França pelo mundo todo. Ela é o n.°1 dos monumentos pagos visitados no mundo e, desde sua inauguração em 1889, mais de 250 milhões de pessoas já foram visitá-la.

 

  • Alguns números-chave para saber de tudo
  • 312 metros de altura
  • 1710 degraus
  • 10.100 toneladas de ferro
  • 2.500.000 parafusos
  • 20.000 lâmpadas cintilantes
  • 60 toneladas de tinta a cada renovação
  • 2m/segundo percorridos por cada elevador
  • Até 18 cm de oscilação no topo, em caso de ventos
  • Sobre esse tema, você também pode consultar a os gráficos sobre os números da Torre Eiffel.

4 hora(s)
A partir de 89,00 €
4 hora(s)
A partir de 80,00 €

     

    Aplicações técnicas

    Caso queira saber tudo sobre a Torre Eiffel, você deve se interessar pela história científica do monumento. Ela não é somente uma proeza estética: desde sua inauguração, Gustave Eiffel quis fazer dela um local de experiências. Sucessivamente, nela se instalaram: um laboratório meteorológico, um centro de estudos sobre aero dinamismo, física e ligações de rádio. A Torre Eiffel se constituiu como um verdadeiro centro de pesquisa e de inovação. Ainda hoje ela garante a difusão de ondas de rádio, TV e TD , graças as 120 antenas instaladas no topo. Equipada com 9 para-raios e 8 fios-terra, ela também funciona como um imenso para-raios, protegendo uma extensa zona contra os raios.

    8 hora(s)
    A partir de 223,00 €
    5 hora(s)
    A partir de 115,00 €

    Façanhas e desafios

    Qual é o melhor lugar para vencer um desafio? As apostas e os desafios começaram na data de construção da Torre Eiffel, no século 19. Diversos inventores e esportistas usaram-na como cenário para suas façanhas. Foi o caso do "Homem-pássaro" que, em 1912, se jogou de paraquedas do 1.° andar; de Pirre Labric que desceu do 1.° andar com bicicleta, em 1923; dos alpinistas Guido Magnone e René Desmaison que escalaram a torre em 1964; de AJ Hackett que fez um salto com elástico do 2.° andar, em 1987; do equilibrista Philippe Petit que foi do Palácio Chaillot até Torre em equilíbrio sobre uma corda em 1989 ou ainda do triatleta Yves Lossouarn que, em 1995, subiu até o topo da Torre, a pé, em 8 minutos, 51 segundos...

    Na mesma linha das façanhas impertinentes, podemos citar também o vigarista Victor Lustig, que ao se fazer passar pelo chefe do Ministério dos Correios e Telégrafos, conseguiu vender a Torre a um ferro-velho, em 1925.

    Influência turística e cultural

    Símbolo de Paris e da França, a silhueta da Dama de Ferro é conhecida mundialmente. Diversas cópias dela foram feitas, na França ou no exterior. A mais conhecida fica em Las Vegas, mas há também uma Torre no Canadá, no Japão e até mesmo na Bolívia, em Honduras, no Vietnã e no Cazaquistão. Extremamente presente na cultura francesa, ela inspirou diversos artistas desde a sua construção: poetas como Guillaume Apollinaire, Blaise Cendrars ou Jean Cocteau, mas também diversos pintores (Chagall, Dufy, Delaunay), intérpretes de uma música sobre a Torre Eiffel (Mistinguett, Charles Trénet, Dutronc etc.) e cineastas. Podemos ver a Torre em diversos filmes: do "Zazie no metrô" de 1960 ao Super-Homem de 1980; do James Bond "Na mira dos assassinos" de 1985 ao "A hora du rush 3" de 2007. Essa onipresença geográfica e cultural permitiu forjar a Torre como a lenda que conhecemos hoje: uma grande Dama de Ferro, indissociável de Paris.