Top 10 dos lugares imperdíveis para visitar em Paris

1) Subir na Torre Eiffel

A Torre Eiffel do dia

Chegando em Paris, ela divide o céu com sua imensidão. A Torre Eiffel, símbolo da França, se apresenta a todos de todas as partes. Do alto de seus 324 metros, esta torre de ferro fundido domina a paisagem desde 1889, na ocasião da Exposição universal.

Sua construção em 2 anos, 2 meses e 5 dias foi uma verdadeira realização técnica e arquitetônica. Destinada a durar apenas 20 anos, foi salva por seu imenso sucesso popular e pelas experiências científicas de Gustave Eiffel. Com efeito, seu inventor propôs utilizá-la como antena para as primeiras transmissões radiofônicas. Embora muito controversa no momento de sua construção, esta obra-prima acabou conquistando o coração até mesmo dos mais céticos. Hoje, é o palco de diversos eventos de âmbito internacional.

2 hora(s)
A partir de 39,00 €
2 hora(s)
A partir de 18,00 €

As sensações começam desde a subida neste monumento. Todo ano, cerca de 7 milhões de visitantes sobem os três andares da torre. Paris vista do topo oferece um panorama que vale o passeio. Quanto mais subimos, mais a cidade se revela: os monumentos se revelam, os carros ficam pequenos e as paisagens mudam.

Toda noite, a Torre Eiffel brilha. Para continuar aproveitando este cenário mágico da Cidade Luz, você pode experimentar a gastronomia de um dos restaurantes da torre, o 58 Tour Eiffel, no primeiro nível, e o Jules Verne, no segundo andar, ou ainda tomar uma taça no bar de champanhe no topo.

Torre Eiffel: Champ de Mars, 5 avenue Anatole France. Todos os dias, de 9h30 às 23h, e de 9h à meia-noite no verão.

2) Cruzeiro no Sena

Cruzeiro no Sena do dia

Barcos típicos e elegantes oferecem cruzeiros para conhecer a Cidade Luz de outra forma. Uma vez a bordo, deslizando pacificamente entre os monumentos e os edifícios, você pode desfrutar do passeio no Sena.

O Sena está no coração de Paris. Geograficamente, é o eixo central da capital, consequência do papel que desempenhou na história da cidade. Já muito cedo considerado uma vantagem territorial e econômica essencial, ele acompanhou o desenvolvimento parisiense. Testemunhos deste rico passado estão por toda a cidade.

As janelas de vidro permitem aproveitar plenamente a vista do rio Sena e suas margens. Em um ambiente de devaneios, o barco permite compartilhar um momento ideal com os demais. Esta pode até ser a ocasião perfeita para reafirmar ou declarar sua paixão à pessoa que você ama.

Há diversos cruzeiros pelo Sena, tanto de dia quanto de noite.

2:30 hora(s)
A partir de 59,00 €
2 hora(s)
A partir de 15,00 €

3) Fazer um tour de ônibus por Paris

Bus PARISCityVISION em frente à Torre Eiffel

Para ver os locais imperdíveis de Paris, atravessar a Cidade Luz em um ônibus panorâmico com ar condicionado permite conhecer sua história e seus grandes monumentos, aproveitando o conforto e os comentários de guias em áudio. É o momento de admirar a Praça Vendôme, a Ópera de Paris, o Panthéon, o Jardim de Luxemburgo, Museu de Orsay, a Praça da Concórdia, a Champs-Élysées, o Arco do Triunfo ou os Invalides.

Paris convida seus visitantes para uma excursão com seus parentes e amigos, de dia ou de noite. Há várias opções disponíveis dos passeios da “Paris City Tours”.

Com a PARISCityVISION :

Conheça os mais famosos pontos turísticos de Paris com a visita Torre Eiffel-Tour de Paris-Cruzeiro no Sena. Entre a Torre Eiffel e seus 324 metros, o cruzeiro e o tour em ônibus de luxo, você poderá admirar Paris em toda sua grandeza. E como não se pode perder tempo inutilmente, você terá acesso prioritário com os bilhetes que dispensam filas, com acesso direito ao cruzeiro e para subir a torre Eiffel.

4) Aproveitar Paris à noite com o Moulin Rouge

O Moulin Rouge em Paris a noite

O Moulin Rouge é o espetáculo número 1 de Paris, se não for de toda a Europa. Há 126 anos, o mais ilustre cabaré francês recebe milhões de espectadores que vêm admirar o célebre Cancan francês.

O Moulin Rouge é um local amado por artistas do mundo inteiro. Apresentaram-se neste palco mítico Mistinguett, Edith Piaf, Jean Gabin, Franck Sinatra, Liza Minnelli… o cabaré mais famoso do mundo foi imortalizado pelo famoso pinto Henri de Toulouse Lautrec, com seus cartazes e quadros que garantiram ao Moulin Rouge uma notoriedade rápida e internacional.

2 hora(s)
A partir de 25,00 €
2 hora(s)
A partir de 19,00 €

As luzes da sala se apagam, a cortina se levanta... toda a trupe entra em cena e, neste momento, os espectadores se deixam contagiar pela beleza das Doriss Girls e das Doriss Dancers. Os 80 artistas, recrutados no mundo inteiro, se vestem com seus 1000 figurinos de plumas, de strass e de lantejoulas fabricados pelos maiores ateliers parisienses. O espetáculo é composto por decorações suntuosas de cores brilhantes e desenhos únicos feitos por artistas italianos. É o momento de assistir a números excepcionais, e mesmo ao retorno do Aquário gigante, com uma música original inebriante. Tudo isso sem esquecer a famosa levantada de sais das mais belas mulheres do mundo!

Moulin Rouge: 82 boulevard de Clichy. Dois espetáculos à noite, às 21h e às 23h.

Com a PARISCityVISION :

Em escala em Paris? Aproveite o pacote Tour pela cidade em um ônibus-Espetáculo do Moulin Rouge com Champanhe. Você começará conhecendo a Cidade Luz e seus pontos imperdíveis, como a Torre Eiffel, a Champs-Élysées, a Catedral de Notre-Dame, a Ponte Nova (Le Pont Neuf), o Petit Palais e o Grand Palais, a Opéra, Montmartre, etc. Você poderá viver uma noite inesquecível no mais famoso cabaré do mundo acompanhado de uma taça de champanhe de cortesia. E para terminar bem a noite, acompanharemos você até o seu hotel ou apartamento.

5) Visitar a Catedral Notre-Dame de Paris

Catedral Notre-Dame de Paris ao amanhecer

A Notre-Dame é uma obra-prima da arquitetura gótica francesa. Iniciada por ordem do bispo Maurice de Sully, sua construção estendeu-se por mais de dois séculos: do início do século XI até a primeira metade do século XIV. Na catedral Notre-Dame de Paris, ocorreram diversos acontecimentos de primeira ordem, como a chegada da Santa Coroa, em 1239, o processo de reabilitação de Joana d'Arc, em 1456, ou a sagração de Napoleão, em 1804.

O monumento é famoso por seu equilíbrio sublime, mas se olhar cuidadosamente, você verá diferentes elementos assimétricos introduzidos para evitar a monotonia, tudo em conformidade com a prática gótica clássica.

Suas espetaculares rosáceas, seu tesouro com objetos preciosos e seus magníficos campanários são os símbolos desta obra-prima. A visita às torres permite chegar à Galeria das Quimeras, antes de continuar a subida até o topo da torre Sul, onde você ficará cara a cara com as apavorantes estátuas, com uma vista esplêndida de Paris.

Com mais de vinte milhões de visitantes por ano, a catedral é o monumento gratuito mais visitado de Paris e de toda a Europa.

Notre-Dame: 6 parvis Notre-Dame, praça Jean-Paul II. Todos os dias, de 8h às 18h45 (19h15 no sábado e no domingo) - entrada livre. Visita paga às torres de 10h às 17h30 (23h nos sábados e domingos, e visitas noturnas no verão).

6) Visitar Montmartre

A butte Montmartre

Ponto mais alto da capital, a butte Montmartre é famosa pela basílica do Sagrado Coração e por sua vista panorâmica de Paris. Você poderá descobrir o caráter bizantino e romanesco da basílica aproveitando a paisagem.

Pare depois na Place du Tertre, muito animada, onde diversos pintores, retratistas e caricaturistas pintam ao ar livre e expõem as suas obras. Renoir e Van Gogh decidiram se instalar ali.

Após a visita “clássica”, reserve um tempo para conhecer os recantos mais confidenciais para aproveitar plenamente o bairro. Montmartre é também um bairro cultural e gastronômico de charme autêntico. Ruelas inclinadas que dão para casas cobertas de trepadeiras e escadarias o levarão a lindas pequenas praças pavimentadas: este é o charme de Montmartre. Passeie aleatoriamente pelas ruas pitorescas, passando pela romântica allée des Brouillard, e não deixe de ir à Place Clichy, onde você fará lindas descobertas arquitetônicas.

Montmartre: 18º distrito, também chamado de “bairro de Buttes-Montmartre”.

7) Visitar o Museu do Louvre

O Museu do Louvre a noite

A pirâmide de vidro situada no pátio Napoleão logo se tornou o símbolo do museu. A fortaleza de Filipe Augusto (século XIII) que a cerca foi remanejada para virar uma residência real durante vários séculos. Foi em 1793 que foi aberto ali o Museu central das artes, primeiro museu nacional. De ano em ano, as coleções aumentam e ocupam progressivamente o palácio.

Hoje, a imensidão do museu do Louvre é impressionante: seriam necessários nove meses para ver uma a uma todas as obras. É também um dos maiores museus do mundo com uma superfície de exposição de 73 mil m² onde, 38 mil obras são apresentadas ao público, dentre as cerca de 460 mil que são conservadas no museu.

As obras, de excepcional riqueza, são divididas em 8 departamentos: Antiguidades orientais; Antiguidades egípcias; Antiguidades gregas, etruscas e romanas; Artes do Islã; Objetos de arte; Esculturas; Pinturas e Artes gráficas.

Não deseja passar pelas obras primas do Louvre? Saiba que a Mona Lisa, a Venus de Milo e a Vitória de Samotrácia têm a preferência dos visitantes. Entre as peças mais famosas, figuram também o Escriba Sentado, o Código de Hammurabi, a cabeça de uma estátua feminina do tipo “ídolos de braços cruzados”, o diamante chamado “O Regente” e ainda a notável coleção egípcia.

O Louvre: 99, rue de Rivoli. Todos os dias, das 9h às 18h, exceto na terça-feira (à noite até 21h45 às quartas e sextas).

Com a PARISCityVISION :

Conheça a Notre-Dame de Paris-Montmartre-Museu do Louvre aproveitando ainda a visita guiada de ônibus pelos velhos bairros de Paris, o Quartier Latin e o Marais, e os monumentos históricos. Os pontos fortes: um pequeno passeio de barco, o funicular para subir até Montmartre e os ingressos sem fila para aproveitar seu dia da melhor maneira.

8) Jantar romântico no Sena

Cruzeiro no Sena a noite

O que há de mais romântico do que um jantar sobre as águas na cidade do amor eterno? Passear entre os monumentos e os edifícios parisienses ao pôr do sol é a ocasião ideal para compartilhar um delicioso momento a dois. Paris é a Montmartre de Charles Aznavour com La Bohème, os Jardins do Luxemburgo de Joe Dassin ou o Hymne à l’amour de Edith Piaf. Em um passeio romântico, saboreie pratos finos e refinados sobre as águas com uma taça de champanhe na mão.

Por que não aproveitar esta noite mágica sob as luzes parisienses para lembrar à pessoa amada o quanto você gosta de passar momentos ao seu lado?

Com a PARISCityVISION :

Aproveite um jantar com cruzeiro La Marina em um ambiente romântico com pétalas de rosas, jantar gastronômico acompanhado de champanhe e, para a sobremesa, um “coração de chocolate” para dividir.

Ofrecemos tambem uma gama de jantares-cruzeiro durante as festas de fim de ano para celebrar o Ano Novo em Paris.

9) Andar a pé no coração de Paris

Passeio em Paris sobre as margens do Sena

Para descobrir os tesouros escondidos de Paris, é indispensável passear pelo coração da cidade. Notando a silhueta da Dama de Ferro onde quer que esteja, você sabia que ela está muito bem cercada? Algumas das jóias mágicas da cidade estão aos seus pés.

Para uma vista sensacional da Dama de Ferro, leve um sanduíche e uma boa garrafa de vinho para fazer um piquenique à francesa no Parque do Campo de Marte, ou logo em frente, nos jardins do Trocadéro.

Não distante, o museu do Quai-Branly está instalado em uma construção de Jean Nouvel. Ele está consagrado às artes e às civilizações da África, da Ásia, da Oceania e das Américas, e apresenta 4 mil obras-primas de diversos continentes.

Atrás da Torre Eiffel, encontra-se o hotel dos Invalides. Sua construção foi ordenada por Luís XIV para proteger os inválidos de seus exércitos. O complexo do hotel dos Invalides inclui a grande igreja da Cúpula, com o túmulo de Napoleão Primeiro e o museu do Exército, que convida à reflexão.

Continue seu caminho. Com efeito, uma viagem a Paris não pode acontecer sem um passeio na mais bonita avenida do mundo, cheia de lojas luxuosas, de redes internacionais, de cafés e de cinemas, tendo, em seu centro, o emblemático Arco do Triunfo.

Não hesite também em ir mais longe e conhecer a autenticidade da cidade e de seus habitantes e comer um croissant na varanda de um café.

Conhecer o Marais

Um passeio a pé por Paris passa necessariamente pelo Marais, bairro histórico e imperdível da margem direita, que virou tendência. Cheio de bons endereços, quer você seja um amante das artes, da gastronomia ou das compras. QG dos “bobos” (como são chamados os burgueses boêmios) parisienses, a comunidade judaica e a comunidade gay souberam dar um personalidade forte à Velha Paris. Dia e noite, suas ruas pavimentadas não param de receber turistas, franceses da região e habitantes locais. O sucesso do Marais fez explodir os preços das propriedades, mas sem tirar seu encanto típico.

Perder-se nas suas ruas, é descobrir uma arquitetura não haussmaniana, admirar residências do século XVII, sentir os aromas de Falafel e de livros de outrora, observar o trabalho de artistas e de jovens criadores, provar um drink em um bar da moda... Em suma, um resumo do que a capital pode oferecer aos seus sentidos, um turbilhão de prazeres que não podemos apalpar e se imortalizarão em nossas lembranças e em um cartão postal ou fotografia.

10) Visitar a Opéra Garnier

A Opéra Garnier do dia

Apolo toca ainda hoje sua lira de ouro do alto do Palais Garnier. Os diferentes edifícios que se sucedem têm cada um uma função precisa e permitem teatralizar a saída para o espetáculo.

Esta obra prima neoclássica foi criada pelo arquiteto Charles Garnier e inaugurada em 1875 como “a nova Ópera” na Paris haussmaniana do fim do segundo Império. Ela fascinou os seus contemporâneos graças à riqueza, ecletismo e ousadia de seu plano arquitetônico e decorativo. O arquiteto cercou-se dos melhores artesãos da França e dos maiores pintores e escultores de sua época. Pela primeira vez na França, Charles Garnier utilizou o mosaico decorativo para ornar as abóbadas da galeria que levam ao grande salão. Esta obra prima logo se tornou o mais grandioso dos teatros à italiana.

Se estiver interessado, saiba que os balés, óperas, concertos e recitais da Ópera Garnier não são necessariamente caríssimos.

Opéra Garnier: 8 rue Scribe. Todos os dias, 10h às 17h (18h no verão).

Com a PARISCityVISION :

Com uma visita guiada a pé por Paris, do Palais Royal à Opéra Garnier você pode conhecer, além da Ópera Garnier, lugares insólitos, como as passagens secretas parisienses ou a vista panorâmica de Paris dos tetos das Galerias Lafayette.