O Palácio dos inválidos
5 excursão(ões)

Museu e Palácio dos Inválidos

5 excursão(ões)

Display:
Ordenar por

Filtros ativos:

Um lugar de acolhimento para soldados sofredores

No oceano de telhados de Paris, um domo dourado constitui um dos pontos de referência da paisagem parisiense. Trata-se do domo do prestigioso Palácio dos Inválidos ou Hôtel National des Invalides, que abriga o Museu do Exército, criado em 1905, o Museu da Ordem da Liberação e a Galeria Real dos Planos-relevo. Situado na Rive gauche, a margem esquerda do rio, perto do Sena e da ponte Alexandre III, construído em 1670 a pedido de Luís XIV, este "hotel Real" (Hotel Invalides) devia acolher os soldados inválidos ou velhos demais para servir. Era ao mesmo tempo, hospício, caserna, convento, hospital e fábrica, e mais tarde erigiu-se aí a Igreja São Luís – ou "Igreja dos Soldados" – e a Igreja do Domo, de 107 metros de altura, que se tornou o panteão militar. É este último que abriga de fato o célebre Túmulo de Napoleão I, o de seu filho Napoleão II e a sepultura de militares célebres (Turenne, Vauban, Foch...). Aí, podem-se ver, pendurados à abóbada segundo uma tradição antiga, as bandeiras e os estandartes tomados dos inimigos. 

O Palácio dos Inválidos, museu e sitio turístico 

Mas não se engane: a dimensão marcial não é excessivamente presente e o interesse é tão cultural quanto histórico. O Palácio dos Inválidos é agora sinônimo de Museu dos Inválidos, um lugar com extraordinárias coleções.

Visitar o Palácio dos Inválidos é obrigatório durante uma estadia em Paris, para descobrir o museu que conserva 500.000 objetos repertoriados, coleções de armas, armaduras, artilharia, uniformes, emblemas e quadros. Em 1989, por ocasião do bicentenário da Revolução Francesa, o domo do Palácio dos Inválidos de Paris foi restabelecido com cuidado e recebeu novo revestimento dourado com 550.000 folhas de ouro (mais de 10 quilos de ouro). Foi a quinta vez desde a sua criação. 

Leia mais… Mostrar menos